Logo

Cinco Marias Agência Digital

Google Analytics: o que eu vejo primeiro? Confira 3 relatórios indispensáveis para o seu negócio!

Publicação: 1 de abril de 2020
Google Analytics: o que eu vejo primeiro? Confira 3 relatórios indispensáveis para o seu negócio!

Você certamente sabe ou já ouviu falar sobre a importância de estar presente no meio digital, certo?! Não é somente uma expressão bonita sobre as ações da sua estratégia de negócio, a presença digital é mais do que realidade. Não ter um site significa que o seu negócio não existe. O ciclo de compra do seu público-alvo já mudou faz tempo e um e-commerce bem feito, pode ajudar seu negócio a ampliar suas vendas, no alcance e no volume. (Aliás, se você ainda não fez um site, dá uma conferida nas diversas dicas do blog.)

Ninguém melhor que você para saber sobre o seu negócio, não é mesmo? Então por que você não se dedica em tentar entender ainda mais sobre quem está acessando o seu site ou se o conteúdo é relevante para o seu público? Vou dar uma dica de ouro para você: o Google Analytics. Uma ferramenta gratuita que oferece praticamente tudo que você precisa saber para conhecer seu site e planejar novas estratégias online (e insights para o off também).

Sim, sou apaixonada pelo Analytics e tenho certeza que você também vai ficar com ele aberto todos os dias. O mundo de informações que conseguimos explorar em cada dado é quase infinito e, por isso, vou listar os 3 principais relatórios que você deve olhar, usar e abusar na ferramenta. Antes, a dica é para quem ainda não tem ele instalado no site: como começar!

Imagem 1 post blogPASSO A PASSO:

– Com uma conta do Google, acesse a página de criação de conta dentro o Analytics: https://analytics.google.com/analytics/web/

– Preencha seus dados conforme a indicação do formulário.

– Adicione o código que você receber em todas as páginas do site.

– Em mais ou menos 24h, o seu site já estará pronto para monitorar todos os acessos.

Agora que você já tem a ferramenta pronta, você tem um mundo de informações disponíveis.  Para resolver o problema de “o que eu vejo primeiro” ou “onde vejo o mais importante” separei algumas dicas dos pontos importantes que não podem deixar de serem analisados:

1. Estou alcançando meus objetivos?

O primeiro deles (e o mais crítico) é a conversão! Tudo que você analisar daqui para a frente terá um propósito único: trazer conversão para o seu negócio, foco total nas vendas!

Se você já tem o código do Analytics no site, recomendo que habilite o relatório de vendas da ferramenta. Nesse link, você terá todas as informações que precisa: https://support.google.com/analytics/answer/1037249?hl=pt&utm_id=ad

Com ele configurado, você vai conseguir medir quais produtos estão convertendo mais dentro do site; se seu investimento em mídia está trazendo retornos satisfatórios para você; quais produtos são mais vantajosos de anunciar nas redes sociais; quais deles tem taxa de conversão melhor; enfim, uma infinidade de informações sobre sua venda.

2. Qual a qualidade da visita em meu site?

Talvez esse seja um dos pontos mais relevantes do Analytics: monitorar os acessos que você recebe. Quais as principais origens de tráfego para meu site? Quanto tempo ficam acessando meu conteúdo? Quantas páginas visitam em média? Quantas dessas visitas se tornam conversão para mim?
Em uma única tela, na guia de “Aquisição”, você tem acesso a todas essas respostas ao mesmo tempo. Ah, lembre de informar à ferramenta qual o período que você quer analisar no canto superior direito.

Imagem 1post blog

. Origem / Mídia: essa coluna mostra para você a origem de acesso do seu usuário. Se ele entrou no seu site através do Google, Facebook, Instagram, outros blogs e canais. Se você faz investimento em mídia, aqui você consegue saber qual a contribuição desse canal investido com o todo do seu site e pode, por exemplo, migrar a verba para ações que trazem mais retorno para o seu negócio.

. Usuários: esse volume é referente a quantidade de pessoas que iniciaram pelo menos uma sessão durante o intervalo de datas selecionado.

. Novos usuários: desse montante de usuários, essa métrica revela quantos deles nunca acessaram o site durante o período analisado.

. Sessões: grupo de interações de usuários com o seu website que ocorrem em um determinado período. Por exemplo, uma única sessão pode conter várias exibições de página, eventos, interações sociais e transações de comércio eletrônico.

Imagem 4post blog

. Taxa de rejeição: taxa de sessões “abandonadas” do seu site. Ou seja, sessões de página única que não resultaram em interações ao site. Uma sessão rejeitada tem duração de 0 segundos.

. Páginas/sessão: média de páginas visitadas durante uma sessão.

. Duração média da sessão: o tempo médio da sessão.

. Dados de conversão: quantas dessas sessões resultaram em uma conversão para você. Com o relatório de e-commerce habilitado, você consegue medir a quantidade de compras, de receita e taxa de conversão de transação.

Agora que você já está por dentro do que acontece com o seu usuário dentro do site, é importante entender quem ele é e, por isso, vamos para o ponto 3:

3. Quem é o meu usuário?

Descobrir quem é o seu público torna sua comunicação mais assertiva e pode ajudar a otimizar alguns investimentos em mídia, por exemplo. Com o relatório de público dentro da ferramenta, você consegue entender alguns pontos sobre seu target:

Qual a região do seu usuário está mais trazendo conversão para você. Com essa informação, você consegue destinar seu investimento para regiões mais importantes. Se você não consegue investir muito, a dica é segmentar por região de melhor retorno.

(Acesse o relatório Público > Geográfico > Local);

Por qual dispositivo seu usuário está acessando seu site. Os acessos via smartphones são maiores em seu site do que por desktop? Você está preparado para isso? Seu site é responsivo?

(Acesse o relatório Público > Dispositivos Móveis > Dispositivos);

Novos usuários x recorrentes. Quanto um novo usuário está retornando para você? Se a taxa de conversão é maior em recorrentes será que não seria interessante pensar em estratégia de remarketing (sim, aquele anúncio que persegue você. Uma estratégia bem pensada aqui pode trazer resultados surpreendentes)?

(Acesse o relatório Público > Comportamento > Novos x Recorrentes);

O Analytics é uma ferramenta simples para análises também complexas. Os pontos a serem analisados são muitos (mesmo!), mas o mais importante é conhecer esses 3 principais âmbitos de análise de um site. Assim que você abrir seu relatório, tenho certeza que novas perguntas vão surgir. Por isso, procure a resposta nas diversas métricas que ele oferece para você. Use, mexa bastante, deixe ele aberto o tempo todo, mas cuidado (ou não), o Analytics é um caminho sem volta.

Por Damiana Porto, sócia-diretora da Cinco Marias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *